Certificado

A certificação do produto segundo a STANDARD 100 by OEKO-TEX® oferece às empresas da cadeia têxtil um instrumento perfeito e um claro valor adicional para a sua garantia de qualidade operacional. O certificado OEKO-TEX® emitido pelo instituto encarregado ou centro de certificação responsável é válido durante 12 meses. Este documenta que os artigos aí descritos foram verificados com sucesso segundo a STANDARD 100 by OEKO-TEX® e cumprem os requisitos de uma classe de produtos comum.

Vantagens

Como base para a aplicação mundial dos critérios de ensaio da OEKO-TEX®, uma certificação segundo a STANDARD 100 by OEKO-TEX® para empresas da indústria têxtil e do vestuário permite mais transparência nas relações de aprovisionamento e facilita o fluxo de informação em relação aos possíveis materiais problemáticos.

Isto contribui para uma maior segurança na produção e aumenta, simultaneamente, as probabilidades de venda dos produtos, pois numerosos compradores dentro da cadeia têxtil passaram a incluir os critérios da OEKO-TEX® nas respectivas condições de aprovisionamento.

Outra vantagem do sistema OEKO-TEX® é a distribuição equitativa dos custos de certificação por todas as empresas envolvidas na cadeia têxtil.

A responsabilidade pela segurança humana e ecológica dos artigos fabricados recai sobre a entidade que, no processo de produção, está em condições de alterar a utilização de produtos químicos nos aditivos e produtos de acabamento.

Além disso, a utilização de matérias-primas já certificadas pode evitar o encargo financeiro de ensaios duplicados. Em princípio, só é ensaiado aquilo que é adicionado em cada fase da produção.

Condições

Os produtos têxteis podem apenas ser certificados segundo a STANDARD 100 by OEKO-TEX® se todos os componentes, sem excepção, cumprirem os critérios exigidos. Uma certificação é efectuada em resposta a um pedido por escrito do fabricante a um dos institutos de ensaio autorizados ou representações oficiais em todo o mundo. As amostras enviadas são verificadas exclusivamente nos institutos-membros na Europa e Japão, de forma a garantir um nível de ensaio constante.

Constitui uma condição prévia para a emissão da certificação por parte do instituto de ensaio ou representação responsável, uma declaração de conformidade do fabricante, que garanta a correspondência da qualidade das amostras têxteis verificadas com sucesso com a qualidade dos produtos fabricados ou comercializados durante a duração de doze meses da licença.

Outra condição prévia da certificação de produtos OEKO-TEX® são as auditorias de empresas nas quais os auditores dos institutos de ensaio OEKO-TEX® verificam, em conjunto com as empresas que emitiram o pedido, a qualidade operacional e os processos de produção, de forma a criar condições de certificação perfeitas e garantir uma qualidade de produtos constante a nível humano e ecológico durante a duração da certificação.

As condições para uma certificação OEKO-TEX® são ainda os ensaios de produtos regulares, que os institutos OEKO-TEX® efectuam regulamente no mercado para a manutenção dos critérios exigidos.

Custos

Os custos financeiros para a certificação OEKO-TEX® são compostos por uma taxa de licença, os custos para as auditorias de empresas por parte dos institutos de ensaio responsáveis e pelos custos de laboratório (dependendo dos trabalhos de ensaio). É possível obter uma estimativa dos custos junto do instituto responsável.

A extensão de um certificado é efectuada mediante o pagamento de uma taxa de processamento. Os custos dos ensaios em laboratório dependem dos ensaios a efectuar para os produtos que serão adicionados ao certificado.

As auditorias de empresas obrigatórias por parte do instituto de ensaio responsável são realizadas em ciclos de três anos e, uma vez vencidas, são facturadas em conjunto com a taxa de licença.

Primeira certificação
Prolongamento do certificado
Extensão de certificado
Pedido com declaração de compromisso

A condição para uma certificação de produtos segundo a STANDARD 100 by OEKO-TEX® é um pedido formal judicialmente vinculativo a um instituto da Associação Internacional OEKO-TEX®. Além de perguntas sobre a declaração do produto, todos os formulários de pedido compreendem uma declaração de compromisso, impressos para a lista de fornecedores de matérias-primas, dos corantes e auxiliares utilizados, bem como uma folha para a descrição pormenorizada das amostras para pavimentos, espumas e colchões.

As informações prestadas pelo fabricante na candidatura à certificação permitem o registo sistemático do fluxo de mercadorias desde as matérias-primas até ao produto final. Os institutos de ensaio utilizam-nas como base para determinar o âmbito dos ensaios e para criar grupos de artigos tão similares quanto possível, que fiquem sujeitos a ensaios segundo as exigências de uma classe de produtos comum.

Informações correctas e completas facilitam e aceleram o procedimento de certificação. É importante que cada empresa possua um certificado próprio para os seus produtos de venda. Desta forma, fica documentado que as exigências do catálogo de critérios da OEKO-TEX® foram integradas na garantia de qualidade interna.

Para permitir o registo sistemático dos dados dos produtos, o formulário de pedido contém perguntas de carácter geral e campos de preenchimento obrigatório, que são específicos das diferentes fases do processo ao longo da cadeia têxtil. Por exemplo:

  • Indicações referentes a incorporações e preparações de fibras (fabricante de fios)
  • Listagem de fornecedores de fio (fabricante de malhas)
  • Indicações sobre os tingimentos, impressões e equipamentos efectuados (acabamentos)
  • Indicação dos fornecedores dos componentes do produto, do tecido, desde o forro até aos acessórios (confecção)

Declaração de compromisso

Com a assinatura da declaração de compromisso, o proponente assume a responsabilidade pela veracidade de todas as informações prestadas no pedido. O proponente compromete-se, em especial, a comunicar imediatamente qualquer alteração relacionada com a utilização de matérias-primas, procedimentos técnicos e modos de preparação ao instituto de ensaio encarregado ou ao centro de certificação responsável.

Além disso, a empresa aceita as regras do sistema de certificação OEKO-TEX® e compromete-se a implementá-las correctamente, por exemplo, no que diz respeito à utilização do rótulo. Inclui a obrigação de suspender a utilização do rótulo OEKO-TEX® na marcação e publicidade dos respectivos produtos após a expiração ou no caso da retirada de certificados existentes.

Selecção de amostra de material representativa

Indicações sobre a selecção

As amostras de ensaio devem cobrir todo o grupo de artigos, visto que é nisso que a formulação do agrupamento de artigos a certificar se orienta.

Uma selecção incompleta de amostras pode ter como consequência uma limitação do grupo de artigos certificados.

Regras de embalamento

A embalagem das amostras de ensaio devem cumprir certos requisitos de qualidade, de forma a proteger e garantir resultados de ensaio correctos, reproduzíveis e expressivos:

  • Embalar cada amostra de ensaio numa película de polietileno ou sacos de polietileno resistentes. Assim, evitam-se contaminações durante o transporte.
  • Fechar a embalagem com uma fita adesiva depois de dobrar duas vezes e colar a mesma.

Embalagem de materiais de têxteis lar

  • Embalar hermeticamente cada amostra de ensaio em sacos de plástico transparentes (imprescindível para ensaio de emissões!).
  • Adicionar uma descrição da amostra de ensaio, conforme o anexo Pedido para certificação.

Deve evitar-se a todo o custo embalar amostras de ensaio em caixas de cartão e/ou papel!

Ensaio em laboratório

Em conjunto com o registo sistemático dos dados do produto e da produção, o instituto de ensaio responsável cria primeiro um plano de ensaio específico para os (grupos de) artigos a testar.

De seguida, o têxtil é testado, no âmbito do método de "pior dos casos" exactamente definido, quanto aos parâmetros do catálogo de critérios da OEKO-TEX. São testados, p. ex., artigos com o revestimento mais forte, o tingimento mais escuro ou a quantidade de acessórios mais elevada.

Relatório de ensaio

Depois do ensaio em laboratório das amostras preparadas do proponente, o instituto de ensaio responsável elabora um relatório de ensaio individual, no qual indica que as amostras de ensaio para o grupo de artigos a certificar são representativas.

O relatório de ensaio documenta detalhadamente os resultados do ensaio e identifica especificamente desvios e melhorias a efectuar. Em correspondência com a apresentação do pedido da empresa, será efectuado o ensaio conforme as exigências da classe de produtos seleccionada. Os respectivos valores-limite da classe de produtos correspondente serão aplicados como padrão de avaliação.

Juntamente com o relatório do ensaio, é enviado um reconhecimento do instituto no qual se concorda, com base nos resultados do ensaio, com a emissão do certificado para o grupo de artigos pretendido, com indicação da classe de produtos. Os custos dos ensaios realizados e a emissão do relatório de ensaio são facturados pelo instituto.

Declaração de conformidade

Para poder identificar ou aplicar o rótulo "Confiança nos Têxteis" em produtos testados com sucesso, o proponente deve, antes da emissão do certificado, no âmbito de uma declaração de conformidade conforme a EN 45014, declarar por escrito que os seus artigos da produção corrente irão corresponder, do ponto de vista humano e ecológico, durante os 12 meses do período da licença, com a qualidade das amostras entregues. A condição prévia para tal é a criação de um sistema de garantia da qualidade interno adequado, que deve ser reconhecido pelo instituto responsável.

Ao entregar a declaração de conformidade, o proponente assume toda a responsabilidade pela qualidade dos produtos que fabrica ou comercializa. Todavia, é possível transferir partes da garantia da qualidade para outros fabricantes, fornecedores e importadores. Nesse caso, as medidas tomadas para a salvaguarda da qualidade dos produtos devem igualmente ser demonstradas de modo satisfatório ao instituto responsável.

Através da declaração de conformidade por escrito, o proponente reconhece ainda que a Associação OEKO-TEX® está autorizada a, durante o período do certificado corrente, efectuar, a custo do titular da licença, ensaios de controlo em até dois produtos certificados, para manter a garantia da qualidade dos produtos.

Auditorias de empresas

Outra parte integrante da certificação OEKO-TEX® é, para além dos documentos escritos e do ensaio em laboratório das amostras entregues, auditorias às instalações comerciais do proponente nas quais os artigos certificados foram fabricados.

Em casos de novas certificações, as visitas a empresas são efectuadas pelos auditores dos institutos-membros da OEKO-TEX® passado pouco tempo do decorrer do procedimento de certificação (o mais tardar, dentro do primeiro semestre após apresentação do pedido). Normalmente, as visitas à empresa são realizadas de três em três anos.

O objectivo das auditorias a empresas é garantir condições perfeitas de certificação - tanto para o instituto de ensaio responsável (verificação das condições técnicas), como para o proponente (melhor relação possível entre custo/aproveitamento através de consultoria para a selecção de amostras de materiais, descrição de grupos de artigos, versão de certificado, utilização do rótulo, medidas de GQ, etc.).

Testing and certification process according to STANDARD 100 by OEKO-TEX®